quarta-feira, 14 de setembro de 2016

UNICÓRNIO AZUL (Ensaio Aberto na Sala de Espelho)

O texto fala sobre a experiência da perda da mãe por Isabel, uma menina criada no circo com os personagens circenses como família. Quanto menos espera tem uma lição de amizade e amor ensinada por um ser mágico: o Unicórnio Azul.
Um texto de Celso Manocchio, Gilberto Paulo e Erika Capella.

OS PREPARATIVOS...NERVOSO E ANSIEDADE. 
 
 
 
 
 
 
 
  







UM PRIMEIRO PASSO PARA UMA LONGA CAVALGADA.
Uma peça que irá lhe cobrir de magia.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

MEIO FIO (Ensaio Aberto na Sala de Espelho)

Este texto de MARCELO RUBENS PAIVA, denso e muito marcante em seu limite e risco descreve duas camadas sociais, dois mundos e formas de viver aparentemente opostas que se cruzam e revelam algo muito maior do que suas dicotomias. As moças de classe alta, Ruth e Ercília, e os foragidos bandidos, Alencar e Barros, desnudam seus medos, angústias, frustrações e esperanças num encontro-limite.


Com este ensaio iniciamos os trabalhos do texto adulto, e que venham mais apresentações e trocas de experiências com a platéia.